Fit6


16 de Janeiro de 2020

Dicas para reduzir a retenção de líquidos

Dicas para reduzir a retenção de líquidos

O que é?

A retenção de líquidos consiste na acumulação de líquidos no organismo, quando o corpo não consegue eliminar os fluidos em excesso. Estes acumulam-se nos tecidos, provocando edema (inchaço), sobretudo nas pernas, tornozelos, mãos e abdómen. É um problema que afeta maioritariamente as mulheres e, apesar de não representar uma condição médica grave, causa alguns sintomas desconfortáveis como a sensação de pernas pesadas, pernas e mãos visivelmente inchadas, distensão abdominal, cãibras, celulite e redução da autoestima.

Para além disso, quem sofre de retenção de líquidos pode aumentar até 2 ou 3 quilos de peso (de líquidos e não gordura), o que pode comprometer o processo de emagrecimento pela desmotivação ao olhar para a balança. 

Causas

Existem várias causas potenciais para a retenção de líquidos, que vão desde comportamentos e hábitos menos adequados a outros problemas de saúde. A saber:

  • Maus hábitos alimentares (fast food, alimentos pré-cozinhados ricos em sódio)
  • Consumo excessivo de sal;
  • Carência de nutrientes como vitaminas e sais minerais (como magnésio e potássio), que contribuem para a regulação dos fluidos;
  • Sedentarismo;
  • Excesso de peso e obesidade;
  • Doenças renais, hipotiroidismo, ou má circulação sanguínea;
  • Toma de alguns fármacos;
  • Muitas horas de pé ou sentado;
  • Uso de roupa demasiado apertada;
  • Flutuações hormonais, designadamente no período pré-menstrual e durante a gravidez.

 Solução

Os problemas de circulação que potenciam esta situação podem ser parcialmente resolvidos através de um estilo de vida saudável. Para ajudar a tratar a retenção de líquidos, deixamos algumas dicas:

  • Tenha uma alimentação equilibrada, privilegiando o consumo de frutas e legumes.
  • Privilegie as proteínas magras (carne de aves, clara de ovo e pescado) e diga adeus às carnes processadas (como salsichas, fiambre, mortadela);
  • Prefira alimentos ricos em ómega 3 para reduzir a inflamação (salmão, sardinha, sementes de linhaça, vegetais de folha verde escura, abacate, frutos secos)
  • Consuma mais alimentos ricos em potássio para ajudar na hidratação (espinafres, abóbora, ameixa, beterraba, banana, brócolos);
  • Reduza a adição de sal aos alimentos, responsável pela maior retenção de líquidos - Opte por ervas aromáticas e especiarias para aumentar o paladar das vossas refeições
  • Adicione a curcuma/açafrão das índias nas suas refeições- a curcumina, composto ativo da curcuma, tem um excelente potencial antioxidante e anti-inflamatório
  • Evite comer alimentos com muito sal/sódio (como batatas fritas, enchidos, caldos e molhos);
  • Beba 2L de água por dia, bem como as infusões nutricode para facilitar a excreção do sódio e dos fluidos acumulados.
  • Evite a ingestão de bebidas alcoólicas e o consumo de bebidas gaseificadas com açúcar, alcoólicas ou com cafeína.
  • Coma mais alimentos ricos em magnésio, como os flocos de aveia e frutos gordos (avelãs, nozes, amêndoas), e em potássio, como estão nos hortofrutícolas em geral;
  • Não use vestuário apertado (pioram o cenário)
  • Faça exercício físico regularmente.
  • Quando sentir os sintomas, pode introduzir um dos nossos drenantes   https://pt.fmworld.com/pt/fit6/como-associar-um-drenante-ao-fit6-s-533/

 Outras recomendações:

  • Ao final do dia, deite-se e eleve as pernas acima da altura do tronco (pode usar almofadas para o efeito).
  • Drenagens linfáticas (manuais) ou Fisioterapia- A pressão e os movimentos utilizados acabam por facilitar tanto a drenagem venosa como a linfática, o que vai melhorar a acumulação de líquido nestes locais.
  • Meias de compressão elástica.